Blog do Instituto VIVA

Síndrome do túnel do carpo

1 de julho de 2019

Síndrome do túnel do carpo é uma doença causada pela compressão do nervo mediano, no canal do carpo, estrutura situada no punho. O canal do carpo é um túnel rígido e por ele passam o nervo mediano e os tendões flexores (Figura 1).

image

Figura 1 – Túnel do carpo. Fonte.

Sinais e sintomas

Os principais sinais e sintomas da síndrome do túnel do carpo são: dor, adormecimento e formigamento da mão, que se irradia para o braço e ombro (Figura 2). É uma alteração progressiva, que piora ao longo do tempo.

A dor ou dormência noturna são muito comuns, principalmente após atividade intensa durante o dia. Podem ser intensas e atrapalhar o sono do paciente. A perda da sensibilidade pode prejudicar a capacidade de pegar objetos, amarrar os sapatos e distinguir variações da temperatura.

image

Figura 2 – Alteração da sensibilidade da mão da Síndrome do Túnel do Carpo. Fonte.

Causas e fatores de risco

A maioria dos casos de síndrome do túnel do carpo é causada por uma associação de fatores. As mulheres e idosos são mais susceptíveis.

Os principais fatores de risco são:

  1. Hereditariedade – possivelmente, um fator importante, pela relação com o tamanho do túnel do carpo e outras diferenças anatômicas que podem ser hereditárias.
  2. Uso repetitivo da mão – a repetição de movimentos por tempo prolongado pode causar lesões nos tendões levando ao inchaço e aumento da pressão dentro do túnel do carpo sobre o nervo.
  3. Manter a mão e punho em flexão ou extensão máximas por período prolongado de tempo pode causar aumento da pressão sobre o nervo.
  4. Alterações hormonais da gestação e menopausa.
  5. Doenças crônicas: diabetes, artrite reumatóide e desequilíbrio da glândula tireóide.

No início do quadro o uso de uma órtese no punho e evitar algumas atividades que exijam a manutenção da flexão do punho pode ser muito útil (Figura 3). Podem ser usados medicamentos anti-inflamatórios hormonais e não hormonais. O tratamento precoce pode impedir a evolução do quadro e evitar a cirurgia, principalmente pela conscientização dos fatores de piora.

image

Figura 3 – Órtese Síndrome do Túnel do Carpo. Fonte.

A evolução progressiva do quadro traz piora e pode levar à lesão estrutural do nervo, que é uma indicação formal da cirurgia de descompressão.

A cirurgia para diminuir a pressão sobre o nervo mediano, quando bem indicada e executada, promove o desaparecimento dos sintomas, pela diminuição da pressão sobre o nervo mediano.

Não existem medidas preventivas universais para a Síndrome do Túnel do Carpo, mas evitar a realização de tarefas repetitivas com flexão do punho pode ajudar na prevenção.

Na nossa próxima publicação, falaremos sobre a osteoartrite do polegar ou rizoartrose.


Júlia Maria D'Andréa Greve

Blog mantido por Júlia Maria D'Andréa Greve, Professora Associada da Faculdade de Medicina da USP e Diretora do Instituto Viva Saúde & Fitness. Você pode segui-la no Twitter.  Se preferir, cadastre abaixo o seu endereço de e-mail para ser avisado das novidades.